SEIS PERGUNTAS QUE VOCÊ SEMPRE QUIS FAZER PARA O SEU TREINADOR

Competition, Corpo

21/09/2018

Nosso coordenador de Musculação, Renato Alves, respondeu as principais perguntas relacionadas à atividade física, que podem ajudar a esclarecer aquela dúvida que você sempre teve sobre o seu treino!

1- Depois de quanto tempo devo trocar o meu treino?
Não existe uma regra para isso. De maneira geral, recomenda-se a troca de treino após 60 dias, pois este é o momento em que o corpo cria uma adaptação em relação aos exercícios e a evolução é diminuída, no entanto, isso só se aplica se o praticante tiver realizado o seu treinamento com uma frequência adequada.

2- Qual a importância de trocar o treino depois do período recomendado?
Para ter uma evolução mais consistente e melhores resultados, pois depois de algum um tempo o corpo tende a se estabilizar e não obter ganhos significativos. Existe uma máxima no treinamento que diz que ele precisa ser variado e progressivo.

3- Quantos tipos de treinos é o correto fazer na semana?
Não existe uma regra. Isso depende do estágio e do objetivo do aluno – se for iniciante, apenas um treino em dias alternados já é suficiente para gerar modificações. Para um nível intermediário, dois a três tipos de treinos. Se for avançado, quatro a cinco tipos de treinos, divididos por grupos musculares. Mas vale ressaltar que a quantidade de treino irá depender do objetivo do aluno e da sua rotina.

4- Por que algumas pessoas treinam perna e braço em dias diferentes e algumas fazem no mesmo dia?
Por questões de objetivos e pelo momento em que estão em relação à experiência vivenciada no treinamento. Quando a ênfase é maior nos grupos musculares, é sugerido treinos separados para ter uma maior concentração de exercícios e melhor recuperação no dia seguinte. Mas se há necessidade de um treino mais integrado ou mais curto por questões de tempo, por exemplo, é plausível montar um treino unindo dois ou mais grupos musculares no mesmo dia.

5- Qual a importância de seguir o programa de treino prescrito pelo meu professor e não fazer apenas aquele que me sinto mais confortável?
É fundamental seguir corretamente a planilha preparada pelo profissional de educação física, pois quando o treino é elaborado, pensamos em uma estrutura adequada visando os objetivos e disponibilidade do aluno. Quando a sequência de treinamento não é feita corretamente, corre-se o risco de criar um desequilíbrio muscular, pois algumas partes do corpo estão sendo mais treinadas do que outras. O ideal na montagem de um treino é conseguir aplicar o que o aluno gosta junto com o que ele precisa.

6- É fundamental mesclar aeróbio com musculação?
Não, pois tudo depende do objetivo do aluno. Se o principal for ganhar massa muscular, talvez um treinamento aeróbio possa diminuir os ganhos, e se o objetivo for melhorar o tempo na corrida, por exemplo, talvez a musculação tradicional possa interferir no treinamento aeróbio. O recomendado é que exista um equilíbrio entre os dois tipos de treinamento, pois eles são importantes para ter um corpo mais adaptado e saudável, ou seja, forte o suficiente para sustentar a carga imposta pelo treinamento e preparado para suportar exigências cardiorrespiratórias.

 

Leia também: QUATRO SITUAÇÕES QUE SABOTAM O SEU TREINO



UNIDADES COMPETITION

  • Higienópolis

    RUA DR. ALBUQUERQUE LINS, 1080 - HIGIENÓPOLIS - SÃO PAULO

    SEGUNDA A SEXTA 06H - 22H30

    SÁBADO 08H - 15H

    DOMINGO/FERIADOS 10H - 16H

    (nos dias de plantão) Calendário de plantões

    TELEFONE 11 3660 8400

    GERENTE MAURO YAMASAKI

  • Oscar Freire

    RUA OSCAR FREIRE, 2066 - CERQUEIRA CESAR - SÃO PAULO

    SEGUNDA A SEXTA 06H - 23H

    SÁBADO 09H - 16H

    DOMINGO/FERIADOS 10H - 16H

    (nos dias de plantão) Calendário de plantões

    TELEFONE 11 3060 5555

    GERENTE JOEL KOBE

  • Paulista

    RUA CINCINATO BRAGA, 520 - BELA VISTA - SÃO PAULO

    SEGUNDA A SEXTA 06H - 23H

    SÁBADO 09H - 16H

    DOMINGO/FERIADOS 10H - 16H

    (nos dias de plantão) Calendário de plantões

    TELEFONE 11 3149 9777

    GERENTE SANDRA FRANCISQUINI